: Tô Conversando...: Novembro 2008
Bem Vindo Amigo!

| Suscríbete vía RSS

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Gostar de Mulher...


Bryan Adams - Have you ever really loved a Woman


Em uma exposição de fotografias, ouvi a seguinte frase do fotografo:

“Para fotografar o nu feminino, é preciso gostar de mulher". Eu sorri, porque na minha cabeça aquilo parecia meio óbvio, mas, antes que qualquer um fizesse algum comentário, ele completou:

- Não se trata de gostar de mulher no sentido sexual, ter tesão por mulher nua, ou essas coisas. Isso pode ter também, mas, se trata de gostar de mulher, em um sentido mais profundo.
Gostar do universo feminino,observar que cada calcinha é única Não basta ser heterossexual, aquele machão latino.

Para gostar de verdade de uma mulher,são necessários outros requisitos que são raros. Por isso as mulheres andam insatisfeitas, sensibilidade e paciência são fundamentais. - O homem que não tem paciência para escutar a necessidade que a mulher tem de falar, ou sensibilidade para cativá-la a cada dia, não gosta de mulher. Pode gostar de sexo com mulher, o que é bem diferente.

Gostar de mulher é algo além. É penetrar em seu universo, se deliciar com o modo com que ela conta todo o seu dia, minuto a minuto, quando chega do trabalho. É ficar admirando seu corpo, ser um verdadeiro devoto do corpo feminino, das curvas, do cabelo, dos seios. É cultuar a sagacidade feminina, sua intuição, admirar seu sorriso, que é muito mais espontâneo que o nosso.

Gostar de mulher é querer fazê-la feliz. Levar flores sem nenhum motivo a não ser ver seu sorriso. É escutar pacientemente todas suas queixas.

O homem que gosta de mulher não está preocupado com quantas mulheres ele já fez sexo durante a vida, mas sim, com quantas mulheres ele fez amor, quantas mulheres ele realizou sexualmente, quantas mulheres se sentirem desejadas, amadas, únicas, deusas.
O homem que gosta de mulher, não faz sexo com a mulher. Ele penetra não só o corpo, mas a alma, respirando, sentindo e amando cada pedacinho dela. "Para viver um grande amor é necessário ser de sua dama por inteiro", afirmou Vinícius de Moraes.

Para amar verdadeiramente uma mulher, o homem deve ser totalmente fiel, amá-la até a raiz dos cabelos, admirá-la e se deixar apaixonar todo dia pelo seu sorriso ao despertar,conquistá-la e seduzi-la, como se fosse a primeira vez.
O homem que não tem paciência, tesão, competência para seduzi-la várias e várias vezes,não se iluda, não gosta nem um pouco de mulher.

Os que gostam de mulher é que conquistam várias vezes, a mesma mulher. E isso que gratifica, fortalece e dá uma nova dimensão do amor.

Gostar de mulher é penetrar em seu universo, não é torná-las cativas, é sim, admirá-las em sua insuperável liberdade.Uma das músicas com que mais me identifico é “Have you really ever loved a woman.” do cantor Bryan Adams.
A música é tema do filme Don Juan de Marco e em uma tradução livre, quer dizer
“Você já amou realmente uma mulher?".

A música fala sobre a necessidade de se conhecer os pensamentos femininos, os sonhos e da forma para amar realmente uma mulher. Essa música é perfeita.


Como se vê, gostar de fazer sexo com uma mulher, é fácil.Agora, gostar de mulher, é dificílimo!



Autor desconhecido.

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Monstro marinho

Monstro marinho

Desde pequenos somos induzidos a acreditar em monstros, basta ver as doces musiquinhas infantis.

Atirei o pau no gato, bicho papão desce do telhado, boi da cara preta e etc, quando crescemos descobrimos que isto não passa de fantasia, claro que após 12 anos de análise.

Agora as coisas mudaram novamente, monstros existem sim!
O site do jornal russo
Pravda noticiou a descoberta de um bizarro monstro marinho, encontrado na costa da Guiné, país da África ocidental. A espécie, ainda não identificada, estava parcialmente em estado de decomposição, mas sua estrutura revela claramente a presença de quatro patas, um rabo e, o mais estranho de tudo: pêlos.
Os cientistas locais que examinaram a criatura dizem que já tinham visto a espécie antes, mas que não têm a menor idéia de como defini-la.
O monstro marinho continua sendo uma incógnita para a ciência.
Agora quero ver quem vai dizer que monstros não existem!







































































A difícil arte das mulheres usarem um banheiro público


Minha mãe ficava histérica com os banheiros públicos. Quando pequena, me levava ao banheiro, me ensinava a limpar a tampa do vaso com papel higiênico e a cobrir cuidadosamente, com tiras de papel, toda a borda.

Finalmente me instruía: "Nunca, NUNCA se sente em um banheiro público". Logo me mostrava “a posição", que consiste em se equilibrar sobre o sanitário em uma posição de sentar sem que o corpo entre em contato com o vaso.

Isso foi há muito tempo mas, ainda hoje, em nossa idade adulta, "a posição" é dolorosamente difícil de manter quando a bexiga está quase estourando. Quando você "tem que ir" a um banheiro público, sempre encontra uma fila de mulheres que te faz pensar que as cuecas do Brad Pitt estão à venda pela metade do preço.

E, assim, espera pacientemente e sorri amavelmente às outras mulheres que também estão, discretamente, cruzando as pernas. Finalmente é a sua vez. Você olha cada cubículo por baixo da porta pra ver se não há pernas.

Todos estão ocupados mas, finalmente, uma porta se abre e você entra quase jogando a pessoa que está saindo.

Você entra e percebe que o trinco não funciona mas... Não importa...
Você pendura a bolsa no gancho que tem atrás da porta e, se não tem gancho, você a pendura no pescoço mesmo, enquanto se equilibra, sem contar que a alça da bolsa quase corta a sua nuca, porque está cheia de porcarias que você foi jogando dentro, das quais não usa a maioria, mas as tem aí para o caso de "e se eu precisar?"

Mas, voltando à porta... Como não tem trinco, só lhe resta a opção de segurá-la com uma mão enquanto, com a outra, você abaixa a calcinha e fica "em posição"...

Alívio... Ahhhhhh... Mais alívio... Aí é quando suas pernas começam a relaxar e você adoraria sentar, mas não teve tempo de limpar o vaso e nem cobrir com papel. Nessa hora você quase tem um treco de tão aliviada... Aí dá uma desequilibrada e erra a mira.

Pronto!!!! O suficiente pra ficar molhada até as meias, e é obvio que dá pra notar. Para afastar o pensamento dessa desgraça, você procura o rolo de papel higiênico... maaaas.. hehehe... O rolo tá vazio...! E as suas pernas continuam querendo relaxar.
Aí você lembra de um pedacinho de papel que tá na bolsa, meio usado porque você já limpou o nariz nele, mas vai ter que servir... Você o amassa pra absorver o máximo possível, mas ele é muito pequeno e ainda tá sujo de meleca.

Nisso alguém tenta entrar e, como o trinco não funciona, você recebe uma baita portada na cabeça.

Aí você grita "tem genteeeeee" enquanto continua empurrando a porta com a mão livre, e o pedacinho de papel que você tinha na mão cai exatamente em uma pequena poça que tinha no chão e você não sabe se é água ou xixi... Hehehe... Aí você vai de costas e desequilibra, caindo sentada no vaso.

Você se levanta rapidamente mas já é tarde... Seu traseiro já entrou em contato com todos os germes e formas de vida do vaso porque VOCÊ não o cobriu com papel higiênico que, de qualquer maneira, não havia, mesmo se você tivesse tido tempo de fazer isso.

Sem contar o golpe na cabeça, o quase corte na nuca pela alça da bolsa, a espirrada de xixi nas pernas e nas meias, que ainda estão molhadas... a lembrança de sua mãe, que estaria terrivelmente envergonhada de você, porque o traseiro dela nunca sequer tocou o assento de um banheiro público porque, francamente, "você não sabe que tipo de doença poderia pegar".

Mas a aventura não termina aí...
Agora a descarga do banheiro, que tá tão desregulada que jorra água como se fosse uma fonte, e manda tudo pro esgoto com tanta força que você tem que se segurar no porta-papel (quando tem) com medo de que aquele negócio te leve junto e te mande pra China.

Aí é, finalmente, quando você se rende... Está ensopada pela água que saiu da privada como uma fonte.

Você está exausta!!!

Tenta se limpar com uns “papéizinhos” de chiclete Trident que estavam na bolsa e, depois, sai discretamente em direção à pia.

Você não sabe muito bem como funcionam as torneiras automáticas também e então sai aquele jato de água que dura um segundo e você têm que ficar dançando com as mãos em frente da torneira p/ conseguir tirar todo o sabão (quando tem) das mãos.

Enxugar as mãos é impossível quando se depara com aqueles ventiladores. Depois de alguns soprinhos e muito barulho (sem encostar no aparelho por que você já leu na internet que pode ser eletrocutada), você acaba enxugando as mãos na própria roupa mesmo, enquanto passa pela fila de mulheres que ainda estão esperando com as pernas cruzadas e, nesse momento, você é incapaz de sorrir cortesmente.

Uma alma caridosa, no fim da fila, te diz que você tá com um pedaço de papel higiênico do tamanho do rio Amazonas grudado no sapato!
Você puxa o papel do sapato e joga na mão da mulher que disse que tava grudado e lhe diz, suavemente: "Toma! Você vai precisar!“... e sai.

Enquanto isso seu namorado ou marido, que entrou, usou e saiu do banheiro masculino, e teve tempo de sobra pra ler "Guerra e Paz" enquanto esperava, te pergunta: "Porque demorou tanto?"

É nessa hora que você dá um pontapé nele e o manda se catar!!!!

Isto é dedicado a todas as mulheres, de todas as partes do mundo, que já tiveram que usar um banheiro público.

E, finalmente, explicar a vocês homens, porque nós demoramos tanto.

Dica importante:

Homens, nunca perguntem por que demorarmos tanto num banheiro público!

Recebi por e-mail e estava assinado como:

Angélica / Ramona / Ge.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Vai nevar no interior de São Paulo

Serão usadas 5 máquinas capazes de produzir toneladas de gelo por dia.Previsão é que empreendimento comece a funcionar em maio de 2009.

Neve no Brasil já é algo improvável de se pensar. Mas idealizar no nosso clima tropical uma pista de esqui no gelo ao ar livre seria tema para piada se a empreitada não estivesse se tornando realidade no interior de São Paulo.

Com um investimento inicial de R$ 41 milhões, uma empresa brasileira pretende inaugurar até maio de 2009 em Pindamonhangaba, a 156 km da capital paulista, a primeira pista de esqui na neve permanente do país.

O terreno de 3 milhões de metros quadrados, na proximidade do Pico de Itapeva, foi comprado em março deste ano. Os planos são de erguer nesse espaço um estacionamento com 100 mil metros quadrados de área e capacidade para 4 mil vagas; 20 mil metros quadrados de prédios, entre restaurantes, lojas de conveniência e áreas de apoio (com ambulatórios, camarotes, lojas de aluguel de equipamentos); e 40 mil metros quadrados de neve divididos em três pistas para esquiadores nos níveis iniciante, intermediário e avançado.

Embora a maior parte das construções ainda não tenha começado devido à falta de parte da documentação referente à liberação ambiental, as pistas de esqui já começaram a ser feitas. As cinco máquinas que irão transformar água em neve e forrar a área já estão prontas. Elas usam a tecnologia existente fora do país, mas adaptada para as necessidades locais. “É importante dizer que 100% da água utilizada é reaproveitada”, disse André Mayer Pflug, diretor a SkiClub, empresa responsável pelo empreendimento. Ele conta que o aparelho funciona reutilizando a neve que derrete. Ela é recapturada, passa por filtragem e tratamento e volta a ser transformada me neve.

A perda estimada é de apenas 3% com evaporação. Cada uma das cinco máquinas produz 300 toneladas de neve por dia. Para encher todas as pistas, é necessária uma semana de produção do equipamento. O local fica a sete minutos de Capivari e a 35 metros da divisa com Campos do Jordão. “A idéia (para a estação) surgiu por um estudo de mercado feito em Campos do Jordão. Os turistas que freqüentam a cidade só têm o que fazer à noite, mas durante o dia ficam ociosos”, fala Pflug.

Vagas de emprego
Mesmo sem a maior parte das obras terem começado, a empresa já deu início à seleção de pessoal para trabalhar na futura estação de esqui. A estimativa, segundo a prefeitura é de que cerca de mil pessoas sejam contratadas, em 40 diferentes cargos. Dos tradicionais serviços administrativos até os postos de operador de niveladora para neve e professor de esqui. Só para auxiliar de esquiadores são 200 vagas. “Inicialmente estão previstos mil empregos diretos e cerca de 1.500 indiretos. E a perspectiva é de que as agências de
turismo e os hotéis da região devam gerar mais mil empregos indiretos nessas atividades, que não pertencem ao empreendimento”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pindamonhangaba, Álvaro Staut. Segundo o secretário, o cadastro para a seleção dos candidatos já está sendo feito no Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT). A partir de janeiro, será feita a seleção para entrevista e, em seguida, o treinamento.

A empresa irá contratar ainda jovens de acordo com o programa “Primeiro Emprego” e pessoas da terceira idade, que vão trabalhar na área de turismo receptivo dentro da estação.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Salão do automóvel dácada de 70

Depois de tantas fotos e carros maravilhosos que a aviões que aterrissaram no Salão do automóvel de São Paulo de 2008, eu trago para deleite e recordação do maravilhoso Salão do Automóvel de 1979.







































































































quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Quando as coisas não acontecem como a gente quer

Muitas vezes ficamos chateados, bravos e imaginando que o mundo conspira contra nós. Achamos que o nosso pão sempre cai com a manteiga virada para baixo ou imaginando que nosso vizinho é um cara de sorte.

Colocamos toda nossa criatividade, toda a nossa energia imaginando uma situação perfeita em que o universo conspire a nosso favor.

Surpresa! A vida não é assim.

Quando a vida mostra a realidade ficamos irritados, de mau-humor, angustiados e não queremos aceitar.

Culpamos Deus, os anjos, nossos pais, o cônjuge e até o cachorro. Só esquecemos de culpar o verdadeiro culpado, NÓS.

Olha só a coragem que a pessoa tem que ter, colocar a culpa em alguém perfeito!

Quem ousaria depor contra um deus?

É meu amigo, a realidade aqui fora é muito diferente e o
lobo mau está à solta procurando uma bobeada e se você der colher de chá ele toma o bule todo.

Transferimos para os outros nossos desejos e anseios, imputamos aos outros a nossa vontade de ser feliz e quando as coisas não saem como imaginamos ainda os culpamos.

Olha como é fácil, simples, sempre encontramos alguém a nossa disposição e olha que só sacaneamos aqueles que gostamos, porque sacanear alguém que não gosta da gente ele pode nos ferrar.

Assim levamos nossa, vida até que um dia chutamos a quina da parede arregalamos os olhos e percebemos que existe um mudo a nossa frente.

O mundo que surge a nossa frente não é perfeito, mas, é real, as coisas acontecem porque acontecem são uma série de fatores que encadeados provocam tudo isto.

É triste, mas, eu vou ter que revelar!

Não existe uma conspiração mundial para te prejudicar, você não é o centro do universo, o mundo funciona mesmo que você esteja dormindo e finalmente o seu desejo é seu de mais ninguém.

Se você quer alguma coisa corra atrás faça com que as coisas acontecem e seja responsável. Lembre-se alguém já disse esta frase tão batida, mas, muito pertinente:

“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”.

Antoine-Jean-Baptiste-Marie-Roger Foscolombe de Saint-Exupéry

sábado, 8 de novembro de 2008

Padrão de Beleza

Em nome da beleza perde-se a saúde, perde-se a vida.

Talvez algumas cenas sejam fortes ou você até já tenha visto este vídeo, mas, vale ver até o fim para não esquecermos o que somos e para onde não devemos ir.

Quais são os nossos verdadeiros valores?


quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Exorcizando

Isto não tem nada a ver com espíritos ruins, com religião ou qualquer coisa parecida. Neste caso estou falando no sentido de expulsar.

Porque você não se levanta agora desta cadeira e vai até o armário e exorciza tudo aquilo que não te serve mais, roupas apertadas, velhas, de relacionamentos passados ou aquela com a cor que não te agrada mais.

Limpou o armário, deixou tudo certinho? Agora é a vez das calcinhas, cuecas, sutiãs, meias, brincos, bijuterias, relógios, fotos antigas, cartas e tudo que for velho.

Nossa quanta limpeza, mas, ainda não acabou agora é a sua vez.

O maior depósito de bobagens é nossa “cabecinha”, muitas vezes “de bagre” outras nem tanto, mas, tem jeito, basta querer.

Guardamos tantas coisas em nossas cabeças que não abrimos espaço para o novo, para o limpo, para o prazer. Por isto exorcize sua mente, seus pensamentos e se dê uma chance.

Mudanças não são simples nem fáceis, mas, são necessárias. Saia de sua zona de conforto e busque o que você quer, não deixe que as pessoas decidam as coisas por você, seja você o seu próprio guia.

Se exorcize faça o seu ritual e mude tudo, o seu armário, suas roupas, suas bijus e você mesmo.

Certamente não estou falando nenhuma novidade, você já ouviu isto várias vezes a diferença é a pergunta que eu vou te fazer: Porque você ainda não fez nada para mudar?

Provavelmente por que está esperando algo cair do céu. Eu tenho uma surpresa para você, nada vem do céu de graça e sem muito trabalho.

Mexa-se, faça com que as coisas aconteçam.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

BlogPlay

Share your links easily.