: Tô Conversando...: H1N1, qual a verdade?
Bem Vindo Amigo!

| Suscríbete vía RSS

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

H1N1, qual a verdade?

Até onde sabemos a verdade, mas, a verdade verdadeira sobre o hoje tão temido H1N1?

Parece lógico que as autoridades queiram nos motivar a acreditar que as coisas estão sob controle e que não devemos entrar em pânico. Concordo que o pânico não remédio para nada, mas, não informar as reais condições é cruel.

Vocês lembram que no inicio disto tudo a Cidade do México ficou “parada” por 5 dias?

Na época o governo mexicano achou por bem tomar uma medida drástica tentando evitar o aumento dos casos e a diminuição do contágio. Claro que esta medida não foi fácil e que acarretou problemas econômicos gigantescos, mas, o povo colaborou e entendeu que aquilo era para o seu próprio bem.

Aqui no nosso “Brasilzão de meu Deus” é de impressionar.

Li outro dia que hoje temos 14 milhões de alunos sem aulas no país por causa do tão temido H1N1, puxa, perfeito, maravilhoso. Estaria tudo certo se as pessoas estivessem em casa e não nos cinemas, shoppings e outros locais de grande aglomeração.

Outro dia conversando com um amigo ele me disse que não está indo a escola, mas, que continua “pegando” o metrô abarrotado aqui em São Paulo. Claro que na escola não haverá problemas.

Não adianta os órgãos governamentais dizerem que os números estão dentro do esperado é cruel demais imaginar que estamos passando por uma seleção natural da espécie.

Será que não deveríamos adotar a mesma medida do México e fechar tudo por 5 dias?

Claro que haverá prejuízo econômico, claro que os adversários políticos irão dizer que o governo perdeu o controle da doença, claro que alguns infectologistas acreditam que a melhor maneira é deixar que as pessoas adquiram anticorpos, mas, será que isto que nós queremos?

Parar escolas é simples, quase tão simples quanto uma greve.

Quem são os diretamente prejudicados neste caso?

Como eu perguntei, eu mesmo respondo: Os alunos, o contribuinte e se a escola for particular você mesmo, no fim “é nóis”.

Agora parar industrias, bancos e tudo mais é uma briga homérico e talvez não seja interessante.

Pense,quem pensa amplia os seus horizontes.

Um comentário:

Paula Freitas disse...

é como eu sempre digo.. td gira em torno de interesses econômicos.... enfim....Bom FDS, bjos
http://in-diferentes.zip.net

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

BlogPlay

Share your links easily.