: Tô Conversando...: Big Brother fiscal no Brasil
Bem Vindo Amigo!

| Suscríbete vía RSS

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Big Brother fiscal no Brasil

Assim como naquele grande sucesso de George Orwell, Nineteen Eighty-Four (publicado em 1949), o governo brasileiro resolveu ser o big brother do século XXI e para por em prática esta idéia foi adquirido um supercomputador pela receita federal.

A partir de agora, todas as empresas brasileiras passam a fornecer suas informações fiscais mensalmente e contábeis anualmente diretamente ao big brother através de arquivos digitais.

Com esta medida pretende-se reduzir o nível de sonegação fiscal e agilizar o processo de conhecimento fiscal das empresas brasileiras. Por outro lado deve haver uma redução substancial nos custos de emissão e armazenamento dos documentos, implicando na preservação da natureza.

Com estas informações em seus bancos de dados o governo deve iniciar agora um trabalho de cruzamento entre as informações fornecidas pelas empresas, colaborando ainda mais para esta operação anti-sonegação.

No final do ano de 2008 algumas empresas já haviam implementado uma outra obrigação definida pelo big brother que também seguia esta mesma linha de medidas, foi a famosa nota fiscal eletrônica (NF-e), mas, do que estamos falando agora?

Trata-se do novo modelo de documento fiscal em formato digital, assinado eletronicamente pela empresa emissora e que substitui as tradicionais notas fiscais emitidas em papel. Este documento é emitido na venda de produtos, mas, pode ocorrer também em outras situações especificas.

O big brother ainda quer muito mais e para isso devemos nos preparar para os próximos passos onde estão previstas muito mais obrigações, entre elas estão às informações sobre a folha de pagamento e de produção de produtos.

Com grande empenho as empresas estão tentando cumprir todas as etapas impostas pelo fisco brasileiro para fazer parte do SPED – Sistema Público de Escrituração Digital.

O “Big Brother is watching you”.

Um comentário:

erickfigueiredo disse...

As ações fiscais são feitas com base em Leis e as Leis são para todos.
Esta ação fiscal com cruzamento de dados é uma importante iniciativa para evitar a corrupção que sempre existiu entre os fiscais.
A coisa agora fica automática, sem necessidade de ação fiscal para averiguar se a escrituração fiscal e contábil está regular.
Acho que isto diminui bastante a corrupção brasileira, logo, é bom.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

BlogPlay

Share your links easily.